Marketing de conteúdo para E-Commerce: tudo que você precisa saber

Marketing de conteúdo para E-Commerce: tudo que você precisa saber

O E-Commerce é um autêntico filho da tecnologia. O segmento, que se estabeleceu recentemente como uma realidade cada vez mais presente no dia a dia do brasileiro, tem como toda sua base processos tecnológicos e inovadores. Tudo no E-Commerce envolve tecnologia. Então, por que não usar o marketing digital, com as ferramentas do marketing de conteúdo, para atrair, reter e fidelizar clientes?

Se, tempos atrás, uma loja competia única e exclusivamente com as empresas concorrentes do seu bairro, de sua cidade ou de seu estado, hoje em dia ela compete com o mundo inteiro! É preciso estar preparado para equiparar seu produto com produtos de empresas de diversos tamanhos, verbas, investimentos e realidades muito diferentes.

Ou seja, em um mar de informações e ofertas que se encontra na Internet, é preciso criatividade e, sobretudo, muito trabalho para se destacar e conseguir ser o número um na mente do seu comprador.

Uma maneira extremamente eficaz e aliada do empreendedor é investir em conteúdo como diferencial de mercado. Conteúdo de qualidade e direcionado para a persona do negócio é uma estratégia de atração de novos compradores e fidelização de compradores antigo.

O que é marketing de conteúdo?

Para entender como o marketing de conteúdo pode ajudar em seu E-Commerce, é preciso, em primeiro lugar, entender o que é marketing de conteúdo.

Marketing de conteúdo, em suma, consiste em desenvolver e compartilhar conteúdo útil e de valor, com o propósito de adquirir, reter e educar clientes e leads.

De acordo com a pesquisa Content Trends 2016, desenvolvida com 2.725 organizações de diferentes segmentos de atuação, 70% das empresas brasileiras utilizam ações de marketing de conteúdo para aprimorar seus resultados. Na pesquisa, podem se encontrar informações como:
O conteúdo deve estar sempre orientado pelos interesses de seu receptor. Por isso, deve ser planejado e desenvolvido para ser relevante e atraente para quem é destinado. O intuito é chamar o
lead para consumir seu material para atender suas motivações e orientá-lo em suas dúvidas ou inseguranças. Ajudando seu lead a vencer seus obstáculos, ele lembrará de você mais tarde, gerando autoridade e aumentando as chances de negócio, indicações e vendas.

  • Organizações que divulgam sua marca por meio de blogs têm, em média, 3,7 vezes mais visitas.
  • Empresas que investem em marketing de conteúdo alcançam cerca de quatro vezes mais visitas e cinco vezes mais leads.
  • Empresas que produzem mais de 12 conteúdos ao mês registram, aproximadamente, o dobro do tráfego em relação a empresas que não o fazem.

Pode-se perceber que o marketing de conteúdo já é uma realidade. Independentemente do segmento de atuação, ou do tamanho da empresa, marketing de conteúdo é uma estratégia certeira e, com foco e muita dedicação, traz resultados impressionantes.

Chegou a hora do E-Commerce entrar nessa também!

Marketing de conteúdo no E-Commerce B2C

Produzir conteúdo para E-Commerce, é diferente de produzir conteúdo, por exemplo, para empresas B2B (Business to Business). Em empresas B2B, na qual uma empresa vende um produto ou serviço para uma outra empresa, a abordagem é uma. Para vender produtos ou serviços para um público de pessoas físicas, B2C (Business to Consumer) a abordagem é diferente.

Ao contrário de negociações entre empresas, que envolvem altos tickets e decisões de grande complexidade, o E-Commerce tem liberdade maior, dependendo do produto ou serviço ofertado, para buscar abordagens mais ligadas à emoção e desprendidas de grandes formalidades.

No marketing de conteúdo, o que define o “tom” e a abordagem é o cliente. O proprietário deve, portanto, estudar a fundo seus clientes, desenvolver e mapear a persona do negócio e, a partir disso, definir se o tom usado pode, de fato, ser menos formal e mais emocional.

Por isso, estude bem seu público-alvo antes de estruturar sua estratégia.

Formatos para aplicar marketing de conteúdo em E-Commerce

Com a Internet e as plataformas digitais, quando pensamos em formatos para aplicar marketing de conteúdo, o limite é a imaginação. Há uma vasta gama de possibilidades, fazendo com que o conteúdo possa assumir diversos formatos, como por exemplo:

Blog posts: criar um blog para o seu E-Commerce pode ser uma boa solução para posicionar a marca no mercado e se comunicar com seu público-alvo. De acordo com a pesquisa Content Trends, 61,7% das empresas brasileiras publicam em blogs, registrando em média 3,7 vezes mais visitas ao site em relação a empresas que ainda não produzem conteúdo para este formato. Você pode, portanto, criar um blog onde explica as funcionalidades do seu produto, divulgar posts comparativos entre um produto e outro, materiais que apresentem os diferenciais da sua empresa no mercado, entre outras possibilidades.

Materiais ricos: para uma estratégia de marketing de conteúdo funcionar no E-Commerce, é necessário inflar a base de leads para e-mail marketing. Para isso, é preciso criar os chamados “materiais ricos”, densos e úteis, que façam com que o seus compradores em potencial registrem seus e-mails em algum campo para consumir um conteúdo de mais profundidade, acelerando o processo de vendas.

No entanto, a produção não precisa ser, necessariamente, algo trabalhoso e desgastante. Materiais ricos podem ser desenvolvidos em formatos como:

  • Planilhas
  • Ebooks
  • Infográficos
  • Vídeos
  • Webinars
  • Pesquisas de mercado

Canais

Email marketing

Engana-se quem pensa que o e-mail marketing morreu. Essa é uma ação que se adaptou, resistiu à passagem do tempo e é, até os dias de hoje, uma das ações mais utilizadas por empresas de diversos ramos.

O e-mail marketing não se limita ao envio de mensagens para clientes e leads. Trata-se de uma ferramenta que permite espalhar ainda mais seu conteúdo para ainda mais gente, trabalhar e aprofundar seu relacionamento com sua base de contatos. Trata-se, de todo modo, de uma plataforma ágil, de baixo custo e alto retorno. E-mail marketing se encaixa nos mais diversos tipos de negócios e em suas dinâmicas.

No E-Commerce, especialmente, o e-mail marketing é fundamental para uma estratégia de marketing de conteúdo de sucesso. É preciso estabelecer um mapa de toda a jornada de compras do consumidor. Nele, devem constar todas as possibilidades de ações que um consumidor pode exercer dentro do seu site. Para cada ação atribuída ao consumidor, deve ser elaborado um planejamento estratégico de ações de e-mail marketing.

Por exemplo, um lead que entra em um site para comprar uma máquina de lavar roupas. Ao clicar em um modelo de sua escolha, ele será redirecionado para uma página de compra. A empresa deve estabelecer um método eficaz para registrar se o lead efetuou ou não a compra. Para cada uma das possibilidades, deve se estrutura uma ação diferente. Dessa forma, caso ele tenha convertido e finalizado a compra, a empresa não deve, de modo algum, enviar um e-mail estimulando uma nova compra, mas sim agradecendo, ou então programar um envio para alguns dias depois, estimulando uma avaliação do produto. Se o lead optou por não concluir a compra, a empresa pode enviar um e-mail quando a máquina pesquisada entrar em oferta, por exemplo.

Vale lembrar, a jornada de compras, muito discutida nos mercados B2B, não tem a mesma aplicação no mercado B2C. Como as decisões são muitas vezes tomadas por impulso e, além disso, não dependem do aval de um grande número de pessoas e interesses – como acontece nas negociações entre empresas -, no mercado B2C é comum que os leads pulem etapas e sejam facilmente seduzidos. Por isso, esteja atento ao comportamento do seu público. Faça testes e aplique uma estratégia de e-mail marketing impecável.

Redes sociais

Segundo pesquisa realizada pela eMarketer, o Brasil é o terceiro país com mais usuários ativos no Facebook. A pesquisa Brazil Digital Future in Focus mostra que o tempo que o brasileiro gasta diariamente em redes sociais é 60% maior que a média mundial. Mais estatística: de acordo com a Shareaholic, 25% de todo o tráfego da Internet é conduzido pelo Facebook, ou seja, está entre as principais fontes de acesso para outros sites e blogs.

Dá para imaginar o tamanho do potencial estratégico que as redes sociais representam para seu E-Commerce atrair novos consumidores? Além disso, tratando-se de canais multifuncionais, as redes sociais são de extrema utilidade tanto neste papel de atração quanto no relacionamento  para com compradores e visitantes.

Quando fala-se em redes sociais, a palavra da vez é engajamento. Não adianta mais atingir um grande número de pessoas se elas não são efetivamente impactadas por sua mensagem. Para impactar seu público, é preciso encontrá-lo e se comunicar com ele da maneira mais adequada para cada plataforma escolhida.

Então, ao definir sua persona, mapear seu comportamento, canais preferidos, conteúdos que mais lhe atraem e suas motivações para comprar, posicione seu E-Commerce nas redes sociais. Neste sentido, tanto campanhas orgânicas quanto anúncios patrocinados são bem-vindos e geram resultados efetivos.

Adwords

Estar nas primeiras posições do Google é o sonho de muitas empresas. Para isso, é preciso um trabalho que exige muita dedicação para, organicamente, pinçar sua empresa para os primeiros resultados do buscador. No entanto, o Google Adwords representa uma grande oportunidade para colocar sua empresa no topo em menos tempo.

Nem toda empresa dispõe de tempo para esperar, digamos, seis meses para começar a sentir os efeitos de seu trabalho para posicionamento orgânico da marca no Google começar a dar resultados. Neste sentido, o Google Adwords é um atalho, um facilitador. Estude a possibilidade e faça um orçamento. Faça alguns testes, com banners de diferentes cores, e mensagens com diferentes enfoques. Desse modo, será possível identificar as maneiras mais efetivas de se posicionar com anúncios patrocinados. Se achar necessário, é possível também conversar com consultores do Google para receber um direcionamento mais completo.

Métricas no Marketing de Conteúdo

Não há marketing de conteúdo sem uma boa análise de métricas. A análise de métricas/resultados é a etapa onde pode-se perceber o quão bem – ou ruim – a estratégia está se saindo. É nesse momento onde a equipe identifica os pontos fortes, fracos e onde deve ser concentrado um esforço maior para conquistar melhores resultados. Algumas métricas importantes e que devem ser avaliadas são:

Visitas/Engajamento

Aqui é o momento de avaliar o aumento de visitas/tráfego que o blog ou site conquistou após implementar a estratégia de marketing de conteúdo. Também é possível identificar o engajamento gerado nas mídias sociais, como Facebook e LinkedIn. Após a análise, se os resultados não foram satisfatórios, é o momento de melhorar alguns pontos da estratégia, como o SEO, por exemplo.

Conversão de Leads

A conversão de leads é a métrica onde conseguimos perceber quantos visitantes se cadastraram ou baixaram algum material rico no blog. Após possuir um contato do visitante, ele se torna um lead, ou seja, um cliente em potencial. Nesse momento começa a nutrição de leads, para auxiliar e orientar o seu potencial cliente na jornada de compras.

ROI (Retorno sobre investimento)

Geralmente esta é a última métrica e a que nos diz se a estratégia está gerando o retorno financeiro esperado. ROI é o retorno sobre investimento feito na estratégia, ou seja, quanto foi investido e o quanto gerou retorno a empresa? A métrica de ROI é fundamental para poder justificar o investimento da estratégia  na sua empresa, por exemplo.

Marketing de conteúdo para E-Commerce já é uma realidade. Mapeie sua persona, construa seus conteúdos e divulgue nos canais mais efetivos para sua estratégia. Se precisar de ajuda, converse com a gente!

cta_ebook_horizontal

Veja Também:

Marketing para startups: organize seu conteúdo com calendário editorial Todo profissional de que trabalha com marketing para startups já deve ter se deparado com algumas dúvidas na hora de preparar conteúdo e publicá-lo. Q...
O papel dos influenciadores digitais no marketing de conteúdo Os influenciadores digitais estão transformando a maneira como as empresas podem se aproximar do seu público-alvo. Um relatório feito pela agência We...
​Como gerar leads para empresas de tecnologia Confira aqui 4 dicas para gerar mais leads para a empresa de tecnologia No inbound marketing, para alguém comprar um produto ou contratar um serviço ...
Ter o melhor conteúdo não garante o melhor resultado: o segredo está em como usá-lo! “Conteúdo é rei”. Uma expressão bastante utilizada na área de marketing, é provável que você já tenha ouvido falar nela por aí. Com a evolução tecnoló...

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar

wpDiscuz