A importância do marketing de conteúdo para o sucesso do e-commerce

A importância do marketing de conteúdo para o sucesso do e-commerce

O marketing no e-commerce tem efetuado mudanças radicais em todos os negócios. Isso porque marcas encontraram no espaço online, uma maneira de aumentar as vendas e incrementar ainda mais seu negócio. De acordo com dados da E-Bit, ao todo, o Brasil soma 60 mil lojas virtuais e, não bastando a forte porcentagem, a probabilidade é que esses números cresçam cada vez mais. Segundo um estudo da consultoria Bain & Company o comércio eletrônico pode crescer até 11% ao ano, no Brasil, até 2019.

Só em 2016, as vendas mobile cresceram 70%, de acordo com estudo da Criteo, empresa global de tecnologia especializada em publicidade digital e marketing de performance. No Brasil, 83% dessas vendas é realizada por smartphone, registrando um crescimento de 14% no primeiro semestre de 2016. Mas o que vem gerando todo esse crescimento do e-commerce?

Os consumidores estão ficando cada vez mais exigentes, e em meio a um universo tão grande de e-commerce, as pessoas precisam de informações que as ajude a tomar decisão no momento da compra e o conteúdo gerado pode ajudar – e muito – neste momento. Então, o marketing de conteúdo no mercado online chegou para trazer tanto benefícios tanto para a empresa, quanto para o consumidor.

Isso porque, mediante a forte concorrência, as empresas podem usar a web para fornecer informações contínuas sobre produtos, serviços e suporte, criando interação positiva com os internautas e convencendo-os a se tornarem clientes. Assim, cria-se um relacionamento de longo prazo e os consumidores da marca são fidelizados.

Apesar de parecer um grande desafio analisar o que funciona e o que não funciona no marketing digital, não é algo muito difícil, basta fazer os investimentos certos.   Muitas marcas acertaram em cheio nas estratégias de marketing no e-commerce o que as levou a serem referência no mercado.

Conheça algumas dessas empresas:

#1 Red Bull

Apesar de ser uma marca de bebidas, a empresa Red Bull percebeu que pode ir muito além do marketing digital (investimento em mídias sociais) e passou a investir, também, em marketing de conteúdo. Considerando o estilo de vida do seu público, o blog é composto por notícias de esportes, aventura, games e arte. Essa é a prova que, nem sempre, é necessário falar diretamente sobre o produto. Então, se você ainda não sabe que tipo de conteúdo investir em sua empresa, pare para pensar um pouco mais no perfil dos seus consumidores.

#2 Cisco System

Considerada pioneira na história do B2B, a Cisco System é uma companhia multinacional estadunidense sediada em San José, Califórnia. A empresa costumava usar histórias digitais para atrair audiências. Mas em 2011, a companhia lançou seu próprio site de notícias, The Network, que ainda apresenta notícias sobre tendências tecnológicas, escrito por jornalistas. E em 2012, a Cisco produziu The Network Effect, uma premiada série documental sobre a história, e futuro das telecomunicações.

#3 Lenovo

A Lenovo, uma das maiores fabricantes de PCs do mundo, criou o blog para divulgar novidades e vantagens disponíveis para os netbooks, dando dicas de aplicativos que podem ser utilizados, por meio da tecnologia em nuvem. O conteúdo é leve e interativo e inclui vídeos, guias de TI e até quiz. Boa estratégia, não é?

#5 Nestlé

O portal da Nestlé, empresa de alimentos, é mais uma prova que o conteúdo não precisa ser, necessariamente, a apresentação do produto. Pelo contrário, a marca tem um blog onde seu marketing no e-commerce apresenta conteúdos voltados a nutrição, o meio ambiente, o relacionamento familiar, lazer e viagens e o bem-estar.

De forma mais ampla, a empresa criou um marketing digital familiar e construiu seu conteúdo a partir do perfil do seu público-alvo.

Linkedin como ferramenta de publicação para marketing de conteúdo

Geralmente as empresas investem em plataformas apropriadas para construção de um blog para a publicação de conteúdo. Não é mesmo? No entanto, muitas organizações estão aproveitando o espaço da plataforma Linkedin, que servia apenas como rede profissional, para a divulgação de conteúdo que envolva e construa melhor sua marca.

Isso se deu com a necessidade de conteúdo mais envolvente. Logo depois de alguns anos de uso, os usuários começaram a solicitar a possibilidade de publicar conteúdo na plataforma. Pedido e realizado! Em 2014, o Linkedin cedeu ao desejo dos usuários e permitiu que a produção de marketing de conteúdo dentro da ferramenta.

Assim, a plataforma agora também serve como forma de educar o público das marcas com conteúdos relevantes e que ainda podem ser transformados em conversões. Afinal, o conteúdo informativo é uma das forças que impulsiona a alta qualidade da marca.

Não há dúvidas que o marketing de conteúdo no e-commerce é extremamente importante para atrair ainda mais clientes. Não tem como escapar! O marketing no e-commerce é promissor, capaz de produzir resultados de uma maneira que outros métodos não proporcionam.

cta_ebook_horizontal

Veja Também:

O papel dos influenciadores digitais no marketing de conteúdo Os influenciadores digitais estão transformando a maneira como as empresas podem se aproximar do seu público-alvo. Um relatório feito pela agência We...
​Como gerar leads para empresas de tecnologia Confira aqui 4 dicas para gerar mais leads para a empresa de tecnologia No inbound marketing, para alguém comprar um produto ou contratar um serviço ...
Ter o melhor conteúdo não garante o melhor resultado: o segredo está em como usá-lo! “Conteúdo é rei”. Uma expressão bastante utilizada na área de marketing, é provável que você já tenha ouvido falar nela por aí. Com a evolução tecnoló...
Marketing para startups: organize seu conteúdo com calendário editorial Todo profissional de que trabalha com marketing para startups já deve ter se deparado com algumas dúvidas na hora de preparar conteúdo e publicá-lo. Q...

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar

wpDiscuz