Posicionamento orgânico no Google: você já entendeu como funciona?

Posicionamento orgânico no Google: você já entendeu como funciona?

Um grande número de acessos entrando no site por meio de buscas orgânicas é o desejo de todo profissional de marketing. Afinal, que gestor de marketing não sonha com um fluxo de visualizações massivo e qualificado no site de sua empresa e, a melhor parte, sem nenhum custo adicional? Perfeito, não é mesmo?

No entanto, essa é uma situação utópica, e não acontece por um toque de mágica. Acessos orgânicos no Google não vêm organicamente! Portanto, não se equivoque: para estar bem posicionado entre os resultados de buscas orgânicas, é preciso muito trabalho e também investimento em diversas frentes.

Por que é tão importante estar bem posicionado organicamente?

Nem toda empresa pode esperar os resultados de suas ações de marketing de conteúdo aparecerem. Para quem começa do zero, estes resultados podem demorar meses. Por isso, a compra de mídia acaba se tornando um subterfúgio constantemente utilizado para trazer resultados imediatos. Contudo, assim como os resultados aparecem instantaneamente ao se investir em mídia paga, eles também desaparecem instantaneamente quando a empresa decide interromper este investimento.

Além disso, nem sempre os resultados são como o esperado. Muitas vezes, os visitantes que chegam por este meio acabam não encontrando as informações que precisam e abandonam o site, elevando sua taxa de rejeição e tornando-o menos competitivo perante o Google em buscas orgânicas.

Neste sentido, apostar em ações que tenham por propósito a valorização orgânica dos conteúdos da empresa nos sites de busca é como investir nas parcelas de um imóvel, que se valorizará com o passar do tempo. Por sua vez, investir em mídia paga equivale a alugar um veículo luxuoso por um determinado período.

Assim, é preciso avaliar qual opção se encaixa melhor nos objetivos de sua empresa, lembrando que uma ação não anula a outra, e o investimento em mídia patrocinada não exclui a necessidade de otimizar seu ranqueamento orgânico nos buscadores, assim como o trabalho para escalar algumas posições no Google não impede sua empresa de alocar parte da verba em mídia paga.

É importante compreender que todo tipo de publicidade é altamente descartável nos meios digitais. A Internet deu ao usuário a liberdade de escolher o que quer ver e até mesmo impedir que as empresas tentem forçá-lo a visualizar seus anúncio. Aplicativos como o AdBlock estão por aí e não podemos ignorar sua existência. O usuário está cada vez menos propenso a aceitar que interrompam sua navegação, e o mercado precisa, com urgência, se adaptar a este novo comportamento do consumidor.

Reflexo disso é que, no Brasil, segundo pesquisa realizada pela Conversion, empresa especializada em Search Engine Optimization (SEO), os mecanismos de buscas são responsáveis por 54% dos acessos dos usuários. 32,2% dos cliques vão para publicações posicionadas organicamente, enquanto 24,1% são destinados a links patrocinados. Isso indica que o leitor tem uma maior confiança em links posicionados organicamente, pois não estão, necessariamente, relacionados a interesses comerciais.

Quais ações mais efetivas para se posicionar melhor nos buscadores?

#1 Marketing de Conteúdo: com essa crise da publicidade, o usuário da web optará somente por  conteúdos que o ajudem a vencer seus obstáculos e a alcançar seus objetivos. Por isso, seus conteúdos não devem, de preferência, ter um caráter estritamente comercial, oferecendo ao cliente soluções para seus problemas.

Neste sentido, marketing de conteúdo é uma aposta certeira. Seu propósito é atrair e engajar visitantes por meio de materiais qualificados e voltados para as dores de quem o consome, criando um elo de confiança e credibilidade para com o seu público. Essa relação com o leitor repercutirá em um melhor posicionamento orgânico no Google.

#2 Conhecimento da persona: no entanto, para produzir conteúdo voltado para as dores do leitor e ajudá-lo a vencer seus desafios, é preciso, em primeiro lugar, conhecer com profundidade quem é este interlocutor. Portanto, busque o máximo de informações a respeito da sua persona, por quais canais ela se comunica, como é que ela interage com conteúdos que chegam até ela, qual a linguagem mais adequada para abordagem, entre outros fatores.

Este estudo para delineamento da persona ideal do seu negócio pode ser formulado por meio de entrevistas com clientes ou clientes em potencial que sua empresa pretende atingir em sua estratégia de marketing de conteúdo. Tendo a persona definida, será muito mais fácil produzir conteúdo direcionado e de qualidade.

#3 Palavras-chave: busque compreender quais são as palavras-chave que sua persona pesquisa nos sites de busca quando procura um solução para seus problemas. Assim, você poderá estabelecer keywords voltadas para estes interesses da persona e aparecer para ela nos buscadores, no lugar certo e na hora certa.

Para melhor posicionar-se organicamente nos sites de busca e atrair sua persona com maior assertividade, opte também por long tail keywords. São palavras-chave mais extensa, com menor competitividade por posicionamento orgânico e que visam impactar um público ainda mais segmentado e qualificado.  

#4 Otimização de SEO: os critérios para ranqueamento de conteúdos nos sites de buscas não é claro e ninguém tem total certeza de como os buscadores posicionam os conteúdos. No entanto, algumas dicas são muito úteis para otimização de SEO. É possível listá-las em um check-list como este:

  • Palavra-chave presente no título do conteúdo;
  • Palavra-chave entre as primeiras 100 palavras do texto;
  • Palavra-chave presente na alt tag da imagem;
  • Texto atrativo, que favoreça a leitura e também a pesquisa;
  • Meta description com de 120 a 150 caracteres;
  • Url sucinta, contendo a palavra-chave e sem caracteres acentuados.

Certifique-se de que seu conteúdo corresponde a estes requisitos e seus resultados orgânicos serão, certamente, impulsionados. Aposte em ações que visem melhorar seu posicionamento orgânico nos buscadores, e tenha em vista que é necessário contar com profissionais qualificados para isso. Considere também contar com o apoio de um especialista em marketing de conteúdo em sua estratégia.

Veja Também:

Gamification: o que é, como aplicar e quais os resultados? Para compreender sua importância para captar novas oportunidades no mundo dos negócio, é preciso entender o momento que vive o marketing digital. Voc...
Marketing para startups: organize seu conteúdo com calendário editorial Todo profissional de que trabalha com marketing para startups já deve ter se deparado com algumas dúvidas na hora de preparar conteúdo e publicá-lo. Q...
Infográfico: Caminhos do Marketing de Conteúdo nas empresas de TI Infográfico gratuito para você iniciar os caminhos do marketing de conteúdo de forma eficiente na sua empresa de tecnologia! Preparamos um conteúdo m...
Como fazer uso espetacular das palavras-chave no seu conteúdo? Veja como explorar o uso das keywords conscientemente no seu texto e ajudar o buscador a encontrar você na rede! Palavras Chaves Você produz cont...

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar

wpDiscuz