Marketing de Conteúdo: nem tudo é agradável

Marketing de Conteúdo: nem tudo é agradável

Nem tudo é perfeito no marketing de conteúdo. Pessoas da área revelam o que gostariam que deixasse de ser usado.

O que você mais gosta no marketing de conteúdo? O que você considera que não deveria existir? Provavelmente você tem alguns pontos nas estratégias de marketing que não goste tanto, não é mesmo?

Há quem reclame de vídeos muito longos outros não acham interessante a reprodução automática de vídeos. E você?

A curiosidade é tanta sobre esse tema que gerou uma pesquisa inusitada!

Feita com apresentadores do Content Marketing World, as questões eram exatamente essas:

  • Se você pudesse acabar com algo presente no marketing de conteúdo hoje, o que seria?
  • O que você espera que ganhe força nos próximos 12 meses?

As respostas foram  despertaram a curiosidade da Motor, por isso, resolvemos dividi-las com vocês. Confira a nossa tradução!

O que deve sumir do marketing de conteúdo?

Agora, com a palavra estão os apresentadores do Content Marketing World que mostram o que poderia desaparecer e o que deve ganhar força nos próximos meses.

Jason Schemmel, gerente de mídia social, Harper Collins Christian Publishing

Desaparecer: segundo ele, o termo “melhores práticas” não devia existir, pois o que está funcionando para um grupo não necessariamente dará bons resultados em outro.                                                                                                                   

Espera que ganhe força em 12 meses: videos curtos (30 segundos ou menos) com legendas.

Ahava Leibtag, presidente do Aha Media Group

Desaparecer: vídeos muito longos sem divisões.                                                                                                                 

Espera que ganhe força em 12 meses: Instagram Stories será um sucesso por muito tempo. É preciso saber aproveitar.

Ben H. Rome, gerente de marketing da American Industrial Hygiene Association

Desaparecer: é a forma como as pessoas falam a palavra GIF, que na pronúncia em portuguê deveria ser “guif” e não “jif”. 

Espera que ganhe força em 12 meses: as “trollagens” que uma grande marca faz com a outra, feitas para uma “alfinetar” a ação de outra.

Ian Cleary, CEO da RazorSocial

Desaparecer: Livestreaming para ele não é interessante quando usado  de qualquer maneira, sem estratégia e só porque está em alta.

Karl Sakas, assessor de agência, Sakas & Company

Desaparecer: ele gostaria de ver o fim do webinar.                                                                                                                 

Espera que ganhe força em 12 meses: Podcasting, conteúdo de áudio e marketing de áudio.

Stephan Spencer, co-autor, The Art of SEO

Desaparecer: vídeos feitos exclusivamente para serem virais.                                                                                             

Espera que ganhe força em 12 meses: a reutilização de conteúdos que são antigos, mas têm sucesso. Pode ser reutilizado em um infográfico, vídeo, deck de SlideShare, apresentação de slides, uma série de imagens cênicas com citações para mídias sociais e muito mais.

Tim Hayden, presidente e sócio-gerente da Brain + Trust Partners

Desaparecer: GIFs e reprodução automática de vídeo.                                                                                                   

Espera que tenha força em 12 meses: gerenciamento automático de conteúdo personalizado.

Margaret Magnarelli, vice-presidente de marketing da Monster

Desaparecer: O hype em torno de AI em marketing. “Para se conectar com os clientes, você deve empregar o máximo possível de um toque humano.@mmagnarelli. #CMWorld”.

Andrea Fryrear, presidente e treinador principal, AgileSherpas

Desaparecer: Chatbots, que estão espalhados e aparecem em lugar que não deveriam estar.                                             

Espera que ganhe força em 12 meses: uso de um mesmo conteúdo em diversos formatos. “Multimídia”.

Nicole Martin, vice-presidente de estratégia e análise Pace

Espera que ganhe força em 12 meses: Segmentação. É vital para a construção de uma conexão com os consumidores, portanto, o big data, a coleta de dados e a incorporação de CRMs robustos em seu conjunto de ferramentas de marketing é importante.

A segmentação por meio de dados é vital para construir uma conexão com os consumidores.@StrategySavvy #CMWorldCLIQUE PARA TWEET

Zontee Hou, estrategista sênior, convencer e converter

Desaparecer: marcas fazendo a divulgação focada em número de seguidores e não em construir um público sólido.

Espera que ganhe força em 12 meses: Conteúdo exibido de maneira responsiva.

Bethany Chambers, diretora de engajamento do público, North Coast Media

Desaparecer: postagens de mídia social que foram claramente compradas, mas que são colcoadas como se não fossem.

Espera que ganhe força em 12 meses: geração de leads baseado em conteúdo de qualidade.

Joakim Ditlev, fundador, Marketing de Conteúdo DK

Desaparecer: Clickbait.                                                                                                                                                       

Espera que ganhe força em 12 meses: a capacidade de educar com conteúdo de nicho de qualidade.

Ron Tite, fundador e CEO da Church + State

Desaparecer: Cada artigo que começa com “As 7 coisas…”                                                                                           

Espera que tenha força em 12 meses: Mais podcasts.

Jay Acunzo, fundador, Unthinkable Media

Desaparecer: “Quem se importa com as tendências?”, perguntou dizendo que querem que elas morram.

Nichole Kelly, diretor de consciência, The Conscious Marketing Institute

Desaparecer: contar histórias usando heróis, vilões e vítimas.                                                                                             

Espera que tenha força em 12 meses: Mais vídeos ao vivo e gravados.

Mark Masters, proprietário, The ID Group

Desaparecer: parar de tentar vender algo em que não acredita.

Michael Brenner, CEO do Grupo Marketing Insider

Desaparecer: parem de dizer que precisam de menos conteúdo.                                                                                 

Espera que ganhe força em 12 meses: produção de conteúdo com foco em ser mais humano, mais visual e mais personalizado.

Andrew Davis, CEO da Monumental Shift

Desaparecer: fim dos estudos de casos ruins criados por produtores de conteúdos que alegam que são histórias.     

Espera que ganhe força em 12 meses: “espero que mais profissionais de marketing de conteúdo tratem seus estudos de caso, como programas de TV ou longas-metragens, e criem tensão ou suspense para manter suas histórias atraentes”, disse.

Leslie Carruthers, presidente e proprietário, The Search Guru Inc.

Desaparecer: produção de conteúdo voltada para a quantidade e não para a qualidade.                                             

Espera que ganhe força em 12 meses: conteúdo baseado em pesquisa.

Jeff Julian, CEO da Squared Digital

Desaparecer: listas de influenciadores.

Eli Schwartz, diretor de produto orgânico, SurveyMonkey

Desaparecer: campanhas para comprar ou ganhar hiperlinks em parceiros. É preciso voltar a receber a linkagem naturalmente.                                                                                                                                                                   

Espera que ganhe força em 12 meses: uma forma para evitar a compra ou distribuição não orgânica de hiperlinks.

Andy Crestodina, co-fundador, CMO, Orbit Media

Desaparecer: e-mails de divulgação frios, especialmente spam de envio de formulários.                                                   

Espera que ganhe força em 12 meses: marketing de influência, promoção paga e vídeo social

Buddy Scalera, estrategista de conteúdo, BuddyScalera.com

Desaparecer: muitos boletins informativos por e-mail.

Amanda Changuris, diretora associada de comunicações corporativas, BNY Mellon

Desaparecer: influenciadores pagos, que fazem a divulgação artificial.

JP Medved, diretor de conteúdo, Capterra

Desaparecer: espaços restritos, como a publicação Medium e Facebook, que fornece um direcionamento do conteúdo, mas prejudica o ecossistema de conteúdo como um todo.

Chuck Hester, vice-presidente de Marketing Lucidity Direct

Desaparecer: ênfase no seguidor e nos cliques de “gostei”.                                                                                         

Espera que ganhe força em 12 meses: Vídeo.

John Hall, co-fundador da Influence & Co.

Desaparecer: ele acha que devem parar de reclamar por não ter atingido o ROI em curto prazo. A maior parte do sucesso do marketing de conteúdo é vista com uma combinação de medidas qualitativas e quantitativas a longo prazo.

Peg Miller, chefe de estratégia de conteúdo, Xactly

Desaparecer: #Contentmarketing não é sacrossanto ter que produzir resultados de negócios. @PegMiller #CMWorldCLIQUE PARA TWEET.

Amy Higgins, diretora de marketing de conteúdo da Sojern

Desaparecer: formulários de dados. Para ela, a pessoa precisa voltar para o site por gostar do conteúdo e não por ter fornecido os dados pessoais para receber os lembretes.

Jonathan Kranz , diretor, Kranz Communications

Desaparecer: tudo o que for viral.

Gostou das ideias deles? Você concorda? Tenha acesso a mais materiais sobre marketing de conteúdo em nosso blog! Não se esqueça de contar nos comentários o que você mais gosta e o que menos gosta no marketing de conteúdo.

Veja Também:

Seus conteúdos não despertam atenção do seu público? Nós sabemos o motivo! São milhões de indivíduos ativos e engajados interagindo nas redes sociais a cada segundo. E existe uma quantidade praticamente infinita de informaçõe...
Dificuldade para conseguir entregar conteúdo especializado em tecnologia? Se você, em suas pesquisas pela web, passasse por uma agência especializada em conteúdo sobre tecnologia, saberia reconhecê-la? Pois é, a gente te ent...
Infográfico: Caminhos do Marketing de Conteúdo nas empresas de TI Infográfico gratuito para você iniciar os caminhos do marketing de conteúdo de forma eficiente na sua empresa de tecnologia! Preparamos um conteúdo m...
Conheça 16 plataformas de conteúdo para apoiar seu time de marketing Potencialize o seu time de marketing utilizando plataformas de conteúdo, que trarão agilidade e maior foco para as ações mais importantes. Novas plat...

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar

wpDiscuz