Growth Hacking nas Startups: como aplicar a estratégia e acelerar seu crescimento

Growth Hacking nas Startups: como aplicar a estratégia e acelerar seu crescimento

Mesmo diante de um cenário promissor e favorável, onde o número de startups cresce a cada ano, é importante investir em estratégias que auxiliam na aceleração de crescimento de uma startup, como o growth hacking.

O mercado de startups no Brasil é um dos mais promissores em todo o mundo. Segundo pesquisa realizada pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV/EAESP), sobre o panorama das aceleradoras de startup no Brasil, o total de aceleradoras de startups em atividade no país chega ao total de 41. Pode parecer pouco, mas juntas, as aceleradoras já investiram em mais de 865 startups.

Criado em 2010 por Sean Ellis, o growth hacking tem como principal objetivo a aceleração de crescimento utilizando de experimentos e testes.

De uma forma mais simplificada, growth hacking é uma estratégia de marketing que busca por maneiras e oportunidades de acelerar o crescimento das empresas. Os resultados da estratégia podem ser dos mais variados, tudo depende do seu objetivo a ser alcançado.

Growth Hacking na prática

Por se tratar de um negócio repetível e escalável, já é inato das startups a necessidade de crescer rapidamente. Depois de todas as avaliações necessárias para validar a sua ideia, uma maneira de alavancar o negócio em menos tempo é utilizando do growth hacking.

No entanto, antes de investir na estratégia alguns cuidados precisam ser tomados. Mesmo não existindo um roteiro ou receita a ser seguida, algumas etapas são essenciais para que você desenvolva, na prática, o melhor growth hacking para a sua startup, como:

Funil do pirata
Semelhante ao funil de vendas do marketing de conteúdo, o funil do pirata leva esse nome por conta das inicias que possui na língua inglesa, AARRR, igual a interjeição feita pelos piratas. Dedicado às estratégias de growth hacking e muito utilizado pelas startups, o funil possui cinco etapas, que são:

#1 Aquisição
A etapa de aquisição busca atrair visitantes e responder perguntas como: quem são? O que buscam? Como encontraram a empresa? O aumento de volume de visitas no site pode ser gerado por diversos meios, os mais comuns são o marketing de conteúdo, SEO e o uso de mídias sociais.

#2 Ativação
O processo de ativação é o momento em que um visitante deixa de ser apenas um visitante e se torna um lead, ou seja, um cliente em potencial. Este é o momento de despertar o interesse do seu lead e buscar nutri-lo com conteúdo relevantes e que ajudem na sua resolução de problema.

#3 Retenção
Com visitas constantes em seu site, esse é o momento ideal de reter os seus visitantes, mas como fazer isso? Uma boa maneira é oferecendo uma experiência positiva, com conteúdo variados e em diversos formatos, como em vídeo, para que desperte o interesse dos seus visitantes e clientes em potencial.

#4 Receita
Momento de analisar os ganhos obtidos até aqui. Os objetivos pré-estabelecidos foram alcançados com êxito? Qual o ganho que a estratégia gerou, foi o esperado? É importante analisar as métricas como conversão de leads, visitas no site e novos clientes, para definir com exatidão os ganhos.

#5 Indicação
Depois de conquistar novos clientes, os mesmos tendem a, espontaneamente, divulgar a sua marca ou empresa, seja nas mídias sociais ou entre os amigos. Isso faz com que mais pessoas conheçam a sua empresa, comprem ou utilizem o seu produto,aumentando e gerando uma imagem positiva para você.

As etapas do funil do pirata não necessariamente seguem está ordem específica. Algumas etapas podem acontecer simultaneamente, ou até mesmo uma indicação pode surgir antes que o cliente gere uma receita para a empresa, por exemplo.

Crie e selecione ideias
Growth hacking sem ideias inovadoras não funciona. Nessa fase, você precisa criar ideias com base no seu objetivo. Caso seu objetivo seja o aumento de visitas no site, as ideias precisam focar em gerar resultados a partir desse ponto. Depois da etapa de criação, é necessário escolher a melhores e prepara o terreno para os experimentos.

Defina e realize experimentos
Para um growth hacking eficaz, é necessário a utilização de experimentos. Caso o objetivo da sua startup seja aumentar as visitas no site e a ideia definida foi a utilização de marketing de conteúdo, os experimentos irão buscar entender qual formato, público ou o uso landing page será o melhor para a sua empresa, por exemplo.

Analise os resultados
Agora é o momento de avaliar os ganhos, ou possíveis perdas, que a estratégia gerou para a sua empresa. Aumentou as visitas?; as vendas evoluíram?; houve crescimento nas curtidas da página? São diversas as métricas que você pode avaliar referente ao objetivo estabelecido, quanto mais analise, melhor!

Startups e o Growth Hacking

Não é raro encontrar uma startup que utilizou da estratégia de growth hacking para acelerar o seu crescimento. Pelo contrário, a prática é muito popular entre as startups e vem, cada dia mais, conquistando outros tipos de negócios, dos mais variados segmentos.

Confira agora alguns casos de sucesso que utilizaram do growth hacking para alavancar o crescimento e se destacar no mercado:

Dropbox e o seu hack viral
Com uma ideia inovadora nas mãos, o Dropbox, na época, chegou conquistando clientes por toda a parte. A sua primeira estratégia de growth hacking consistiu em criar um vídeo explicativo do que seria o serviço ofertado pelo Dropbox. A ideia deu tão certo que em pouco tempo o vídeo conquistou milhares de visualizações e clientes em potencial.

Outra estratégia de growth hacking criada foi a possibilidade de indicar, no Facebook e Twitter, o serviço do Dropbox para amigos. Essa indicação renderia espaço extra para o cliente na sua conta pessoal e, em poucos dias, mais de 2,8 milhões de convites foram enviados.

Mint e o hack de Marketing de Conteúdo
O Mint é um aplicativo para gerir as finanças pessoais e que desde cedo já sabia como conquistar novos clientes. Antes mesmo do beta estar no ar, o Mint investiu em desenvolver um marketing de conteúdo educativo e rico para os seus potenciais clientes.

Criando artigos detalhados, infográficos, materiais ricos e utilizando do SEO para otimizar o seu conteúdo, o site conquistou novos clientes rapidamente e o Mint viu seu blog se tornar referência quando o assunto é finanças pessoais, ampliando e elevando a imagem da startup.

LinkedIn e o hack dos perfis públicos
A rede social de negócios mais famosa do mundo também utiliza do growth hacking para a aceleração de crescimento. Vendo seus números de usuários crescendo lentamente, o LinkedIn percebeu que tinha um grande problema nas mãos e recorreu a um hack de crescimento.

O hack foi a simples transformação dos perfis dos usuários em perfis públicos. Otimizados para SEO, os perfis eram ranqueados nas buscas no Google e geravam visitas orgânicas para o site. Assim ficou mais fácil encontrar amigos, empresas e colegas de trabalho, aumentando os usuários no site.

YouTube e o hack de compartilhamento
Como visto anteriormente com o LinkedIn, o seu growth hacking não precisa ser uma ideia gigantesca e mirabolante, algo simples, eficaz e que ajude o seu cliente é o suficiente para o alcance do sucesso. O mesmo fez o Youtube, disponibilizando a opção de compartilhamento de vídeos em seu site.

Esse pequeno hack fez uma grande diferença no final. Com a possibilidade de compartilhar diversos vídeos nas mais variadas plataformas, como blogs, redes sociais e e-mail, o YouTube aumentou o seu alcance e tornou a sua imagem muito mais conhecida, também facilitando a viralização dos vídeos

No growth hacking se encontra uma ótima oportunidade para a aceleração de crescimento da sua startup. Após a validação da sua ideia, junte a sua equipe e invista na estratégia para alavancar o seu negócio e se destacar no meio corporativo.

Veja Também:

Veja dicas de como oferecer conteúdo interativo Fazer o leitor interagir com o conteúdo ajuda a aumentar o engajamento. Veja dicas de como implantar essa ferramenta em sua estratégia de marketing de...
Os desafios de escrever sobre tecnologia no marketing de conteúdo Capacidade técnica, bagagem de conhecimento, atualização e sensibilidade formam um bom redator para o marketing de conteúdo da sua empresa de tecnolog...
Gamification: o que é, como aplicar e quais os resultados? Para compreender sua importância para captar novas oportunidades no mundo dos negócio, é preciso entender o momento que vive o marketing digital. Voc...
Motivação do time: desafio do gestor de marketing em tempos de crise Economia retraída torna o mercado mais competitivo, e os times de marketing são ainda mais pressionados para fazer mais com menos. São metas arrojad...

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar

wpDiscuz